Rússia suspende embargo das exportações de carne por Santa Catarina

Piracicaba, 16 - O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, disse há pouco que a Rússia suspendeu parcialmente o embargo às carnes bovina, suína e de frango do Brasil. Foram liberadas as exportações do Estado de Santa Catarina. A notícia foi veiculada anteriormente pela Rádio BBC, atribuindo a informação a uma fonte da Embaixada do Brasil em Moscou. Segundo a emissora, o governo russo teria pedido mais informações sobre o controle da febre aftosa no Brasil antes ampliar suspensão do embargo para todo o País. O embargo contra as carnes brasileiras pela Rússia começou em 21 de setembro passado, após constatação de um foco de febre aftosa em rebanho bovino no Amazonas, no município de Careiro da Várzea. O ministro da Agricultura, que participa neste momento do Seminário Nacional sobre Biocombustíveis, em Piracicaba (SP), considerou a notícia "alvissareira" e espera que o fim do embargo seja ampliado para todo o Brasil até a visita ao País do presidente russo, Vladimir Putin, na próxima semana. Segundo ele, uma missão russa chega ao Brasil hoje para avaliar a situação sanitária do rebanho brasileiro após a constatação do foco de febre aftosa no Amazonas. "Pelo fato de Santa Catarina ser o único Estado livre de aftosa sem vacinação, entendo que a decisão do governo russo foi um gesto de boa vontade e a expectativa é de que isso evolua até a chegado do presidente russo", disse o ministro, que lembrou, ainda, que Santa Catarina é o maior exportador de suínos e um dos maiores exportadores de frangos do País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.