Sabesp poderia ampliar investimento com desoneração

A Sabesp terá condições de fazer investimentos adicionais de R$ 600 milhões por ano se uma proposta para desoneração do PIS/Cofins para empresas do setor de saneamento for colocada em prática, disse, nesta terça-feira, a presidente da companhia, Dilma Pena, em seminário sobre o setor de saneamento, realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista. "É muito bem-vindo que (o governo) esteja pensando nisso", afirmou Dilma Pena.

CIRCE BONATELLI, Agencia Estado

30 Outubro 2012 | 15h52

No mesmo seminário, o diretor do Departamento de Água e Esgotos do Ministério das Cidades, Johnny Ferreira dos Santos, lembrou que a possibilidade de desonerar o PIS/Cofins está sendo debatida pelo governo e que isso ajudaria a ampliar os investimentos. "Atualmente, o setor paga R$ 2 bilhões por ano com PIS/Cofins. Se houvesse desoneração, criaria espaço para investimento", disse.

O representante do governo disse acreditar que o País tem condições de chegar a 2030 com todas as residências regulares atendidas por rede de água e esgoto. "Numa perspectiva de médio a longo prazo, temos condições de acelerar os investimentos e chegar a indicadores próximos da universalização até 2030", afirmou. (- circe.bonatelli@estadao.com)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.