Sabesp vai prestar consultoria em Honduras

O consórcio formado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e pela Latin Consult venceu uma licitação internacional promovida pelo governo de Honduras para prestar consultoria em gestão comercial e operacional a nove municípios daquele país. De acordo com nota divulgada hoje pela Sabesp, o contrato, no valor de US$ 2,3 milhões, terá prazo de três anos. O consórcio derrotou concorrentes da Alemanha, Canadá, Colômbia, Itália e do próprio país caribenho.

AE, Agencia Estado

21 de outubro de 2010 | 17h41

É a segunda licitação vencida pela Sabesp no exterior. Em 2009, também em parceria com a Latin Consult, a empresa ganhou uma concorrência no Panamá para atuar como consultora da Idaan, companhia de saneamento local, e na implantação de um programa de uso racional da água. O consórcio receberá US$ 8,8 milhões por um contrato de três anos.

"A geração de receita em moeda estrangeira é uma das estratégias que temos adotado para que possamos atingir a nossa visão, que é universalizar, até 2018, os serviços de água e esgoto em todos os municípios operados no Estado de São Paulo", afirma, na nota, o presidente da Sabesp, Gesner Oliveira. Amparada pela lei estadual nº 12.292/2006, que permitiu a atuação fora do Estado de São Paulo, a Sabesp é a única empresa de saneamento do País a prestar serviços no exterior.

Tudo o que sabemos sobre:
saneamentoconsultoriaSabespHonduras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.