Safra 2004/05: estiagem afeta rendimento do milho no RS

Porto Alegre, 29 - Embora ainda não tenha um balanço do efeito da estiagem para as culturas de verão no Rio Grande do Sul, a Emater já identifica algumas perdas regionais por causa do clima. No Planalto Médio, há redução de 15% no rendimento da lavoura de milho, informou o diretor técnico da entidade, Ricardo Schwarz. Na Região Norte, a quebra pode ser maior, de 22%. Em outras áreas produtoras de milho, ainda não há perdas ou o plantio foi realizado mais cedo, escapando do período crítico, explicou ele. A produtividade média estadual está projetada em 3.516 quilos por hectare na safra 2004/05. Os produtores semearam 1,281 milhão de hectares com milho no Estado. O índice de chuvas ficou, em média, 60% abaixo do volume normal em dezembro no Estado. O fenômeno climático El Niño, que aumenta as chuvas no sul do País, foi confirmado pelos institutos meteorológicos, mas deve ter intensidade fraca no trimestre de janeiro a março, lembrou Schwarz. Mesmo assim, é esperada uma recuperação nas chuvas após a segunda quinzena de janeiro, disse ele. É prematuro ainda projetar perdas na produção de soja, pois a lavoura entrará na fase crítica de floração após a segunda quinzena de janeiro, explicou Schwarz. O rendimento médio do Estado está projetado em 2.000 Kg/ha. Na lavoura de arroz, a água disponível nos reservatórios está diminuindo, mas ainda não há escassez, comentou ele.

Agencia Estado,

29 de dezembro de 2004 | 17h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.