Safra 2004/2005: chuva reduz seca na Argentina e plantio caminha

São Paulo, 5 - A safra argentina 2004/2005 se desenvolve normalmente apesar da longa seca que atinge a região norte do país, disse hoje um meteorologista do governo e um consultor agrícola. As regiões mais afetadas são Chaco, Santiago del Estero e partes de Santa Fé. A seca nos últimos seis meses provocou perdas nas áreas de trigo e a morte de 120 mil cabeças de gado em Chaco. Mas chuvas recentes melhoraram a situação. Segundo a meteorologista Estella Carballo, o noroeste do país recebeu 50 a 55 milímetros de chuvas e isso recuperou as áreas com girassol e trigo, assim como evoluiu o plantio de soja e milho. A situação mais crítica é Santiago del Estero, onde os agricultores precisam de mais chuvas para plantar a próxima safra de soja.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.