Safra agrícola deve crescer 7,2% em 2010

Produção deve somar 143,4 milhões de toneladas, dos quais 66,1 milhões são de soja

Jacqueline Farid, da Agência Estado,

09 de fevereiro de 2010 | 12h47

A safra agrícola 2010 deverá totalizar 143,4 milhões de toneladas, com aumento de 7,2% ante a safra anterior (133,8 mi de t), segundo divulgou há pouco o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística no Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) relativo a janeiro. A estimativa é 1,9% maior do que o levantamento anterior, de dezembro, no qual o instituto previa uma produção de 140,7 milhões de toneladas.

 

A produção de soja deverá atingir 66,1 milhões de toneladas em 2010, com aumento de 16% ante o ano anterior, segundo o IBGE. A área a ser colhida com a leguminosa apresenta crescimento de 6,0%, e o rendimento médio esperado deve ter acréscimo de 9,4% (respectivamente, 23,0 milhões de hectares e 2.871 kg/ha). A safra 2010 apresentará a maior área plantada e a maior produção de soja já apuradas no Brasil (veja aqui).

 

Segundo o documento de divulgação do instituto, "a cultura ocupou áreas antes exploradas com o milho, e em menor escala com o algodão e o arroz, devido as maiores cotações e liquidez da soja". Em Mato Grosso, maior produtor nacional (28,7% de participação na safra total do País), "as condições climáticas são bastante favoráveis, e até o momento o excesso de chuvas não afeta a colheita".

 

Café

 

A estimativa da produção de café em grão é de 2.805.821 toneladas, ou 46,8 milhões de sacas de 60kg de grãos beneficiados, 15,3% a mais que o obtido em 2009, segundo o IBGE.

 

A área destinada à colheita é de 2.142.549 hectares, apenas 0,2% superior ao ano passado. A área total ocupada com a cultura no País decresce 1,0%, constatação verificada em Minas Gerais, Rondônia, Bahia, Paraná e Rio de Janeiro. O rendimento médio esperado é 1.310 kg/ha, 15,0% maior que o obtido em 2009.

 

"O acréscimo previsto na produção, em relação à safra colhida em 2009, é consequência, principalmente, da particularidade que apresenta o café arábica, espécie predominante no País (70%), de alternar anos de altas e baixas produtividades", dizem os técnicos no documento de divulgação.

 

Outras culturas

 

A primeira estimativa da produção de algodão herbáceo em caroço para 2010 é de 3 milhões de toneladas, com acréscimo de 2,1% sobre as 2,9 milhões de toneladas obtidas em 2009. "Embora tenha havido diminuição de 1,0% da área plantada, consequência do desestímulo dos produtores face aos altos custos de produção, dificuldades de financiamentos e baixas cotações da pluma, a produção está acrescida pela perspectiva de obtenção de rendimento 2,8% superior ao registrado em 2009", explicam os técnicos do IBGE.

 

A estimativa de produção para o milho na primeira safra em 2010 é de 33,4 milhões de toneladas, 1,3% abaixo da obtida em 2009. De acordo com o instituto, a queda é resultado da retração de 9,7% na área total plantada. No Paraná, maior produtor nacional (18,8% de participação), a redução na área plantada é de 30,1%.

 

Já a safra de arroz deve ser de 12,0 milhões de toneladas neste ano, 5,2% menor da registrada em 2009. O Rio Grande do Sul, principal produtor (60,8% da produção nacional), apresenta queda de 8,1% na produção esperada e 2,9% na área, "em virtude do excesso de chuvas que atrasou a semeadura, determinou a perda total de áreas em função do encharcamento das lavouras na região da Depressão Central do Estado, além de uma menor incidência de luz, que em conjunto resultaram numa estimativa de queda no rendimento médio de 5,4%, em relação a 2009", segundo explica o documento de divulgação.

 

Para o feijão primeira safra, é esperada uma produção de cerca de 2,0 milhões de toneladas, 23,1% maior que a obtida em 2009 (1,6 milhão de toneladas). A área plantada ou a plantar é de 2,4 milhões de hectares, 0,5% inferior a de 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.