Safra reduz pressão por mistura menor de etanol--ANP

Com o início da safra de cana no centro-sul do Brasil, há menos pressão para redução da mistura de etanol anidro na gasolina, disse nesta quinta-feira o diretor-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis), Haroldo Lima.

REUTERS

28 de abril de 2011 | 13h29

"Pressão por reduzir já foi maior, mas continuamos estudando", disse ele ao chegar para a reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).

A declaração de Lima foi feita no mesmo dia em que o jornal Valor Econômico publicou reportagem dizendo que o governo já decidiu reduzir o percentual da mistura de etanol na gasolina, em meio à alta nos preços do biocombustível.

Segundo o periódico, que não citou fontes, a mistura de 25 por cento poderá cair para 20 ou 18 por cento.

"Já tivemos pressão maior para reduzir semanas atrás, agora com a entrada da safra a pressão diminuiu", disse Lima. "A pressão para reduzir é menor", reforçou.

A safra do centro-sul do Brasil, que produz cerca de 90 por cento da cana do país, começou oficialmente no início do mês. Em meados do mês, 130 usinas, de um total de 335, já estavam operando na região.

Lima afirmou ainda que há outras medidas em estudo em relação ao etanol e combustíveis de modo geral.

A maior ênfase da agência está na fiscalização. Segundo ele, há indícios de "formação de cartel" em algumas praças, especialmente em Brasília e outras cidades como Natal, Goiânia e São Luís.

"Fizemos fiscalização em postos de gasolina e queremos acesso às planilhas de custo de cada posto", disse Lima.

Entretanto, ele afirmou que na reunião do CNPE desta quinta-feira não serão tratados assuntos referentes ao etanol.

O principal assunto da reunião desta quinta-feira é a aprovação da 11a rodada de licitação de áreas de exploração de petróleo e gás natural da ANP.

(Por Leonardo Goy)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAETANOLANP*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.