Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

SAIBA MAIS-Áreas ultraprofundas de exploração de petróleo

A estatal brasileira Petrobras,que anunciou a descoberta da maior reserva de petróleo doBrasil, com até 8 bilhões de barris, é líder global emexploração ultraprofunda. Alguns fatos importantes sobre as reservas de petróleo noBrasil e as recentes descobertas: -- As reservas existentes no Brasil, antes de Tupi, somavam12,2 bilhões de barris de petróleo bruto, com a Petrobrasrespondendo pela maior parte. O país estava situado em 17olugar no ranking dos países com maiores reservas. -- Com uma produção diária de aproximadamente 1,8 milhão debarris, o Brasil mantém a posição de número 15 entre os maioresprodutores. -- Mais de 90 por cento das reservas de petróleobrasileiras estão no mar, ao longo da costa, e a maior partedas recentes descobertas estão em águas profundas ouultraprofundas, com mais de 4.900 pés (1.500 metros). -- O novo campo de Tupi tem reservas recuperáveis de entre5 e 8 bilhões de barris, sendo que aproximadamente 85 por centodo total seria de petróleo leve, de maior valor comercial, porser mais fácil de refinar. -- As reservas de Tupi estão em uma profundidade de 6 milmetros, debaixo de uma grossa camada de sal. -- Apesar de a Petrobras já ter atuado em profundidadescomo essas antes, a camada de sal apresenta um novo desafio,porque ela tende a se movimentar e pode danificar osequipamentos do poço. -- A área ultraprofunda abaixo da camada de sal se estendepor 800 quilômetros de comprimento ao longo da costa, desde oEstado do Espírito Santo até Santa Catarina. As profundidadesnessa faixa variam de 1.500 a até 3.000 metros, e as reservasde óleo e gás geralmente situam-se na média de 3.000 a 4.000metros da superfície do oceano. -- A Petrobras diz que o Brasil poderia pular da 17aposição no ranking de reservas e ultrapassar a Nigéria, queatualmente está na 10a posição com 36,2 bilhões de barris, senovas descobertas forem feitas pela estatal ou por outrasempresas que exploram a camada ultraprofunda na costabrasileira. (Por Andrei Khalip)

REUTERS

09 de novembro de 2007 | 16h32

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIASAIBAMAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.