Saldo externo no 1? trimestre ? o menor desde 2003

Saldo, que come?ou a aumentar naquele ano, agora est? em trajet?ria de redu??o

Agencia Estado

18 de junho de 2007 | 09h38

O saldo externo entre bens e servi?os no primeiro trimestre apurado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estat?stica (IBGE) na pesquisa do Produto Interno Bruto (PIB), de R$ 10,2 bilh?es, ? o menor desde os tr?s primeiros meses de 2003, quando foi de R$ 8,1 bilh?es. O n?mero ? semelhante, mas a tend?ncia ? oposta. O saldo, que aumentou a partir daquela ?poca, agora est? em trajet?ria de redu??o.De l? para c?, as exporta??es s? cresceram, mas, depois de terem aumentado 15,3% em 2004, passaram a se expandir a um ritmo menor. No primeiro trimestre deste ano, as exporta??es de bens e servi?os tiveram amplia??o de 4,2% no acumulado de quatro trimestres. Foi a menor taxa nesta compara??o desde o segundo trimestre de 2002 (0%).J? as importa??es pararam de cair e, desde o primeiro trimestre do ano passado crescem a dois d?gitos e cada vez mais, na mesma compara??o, tendo alcan?ado 19,1% no primeiro trimestre deste ano.A demanda externa, que j? puxou o crescimento da economia nacional em anos anteriores, deu contribui??o negativa para o PIB no ano passado. A tend?ncia ? de que essa contribui??o negativa aumente ? medida que o crescimento das importa??es continue a um ritmo superior ao das exporta??es.O ano de 2003 foi de virada na capacidade de financiamento da economia nacional, com o d?ficit de R$ 20,994 bilh?es com o exterior em 2002 transformando-se em um super?vit de R$ 4,622 bilh?es. Naquele ano, o real estava desvalorizado, o crescimento das exporta??es de bens e servi?os foi de 10,4% e houve queda de 1,6% nas importa??es.No primeiro trimestre deste ano, a capacidade de financiamento diminuiu para R$ 934 milh?es ante R$ 1,537 bilh?o no mesmo per?odo do ano passado e R$ 5,416 no primeiro trimestre de 2005.

Mais conteúdo sobre:
Saldo externoPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.