Samsung é condenada a pagar US$ 1 bi à Apple por violação de patente

Em um dos maiores episódios de patentes industriais da história, empresa sul-coreana foi condenada por copiar componentes dos aparelhos da concorrente norte-americana

André Lachini, da Agência Estado,

24 de agosto de 2012 | 20h28

 

Texto atualizado às 20h50

SAN JOSÉ - O júri de um tribunal federal dos Estados Unidos entregou uma grande vitória na noite desta sexta-feira, 24, à Apple ao determinar que a sul-coreana Samsung Electronics infringiu seis patentes da companhia norte-americana e terá de pagar uma indenização de US$ 1,05 bilhão em danos, em um caso sobre aparelhos móveis.

A Apple pediu uma indenização maior, de US$ 2,5 bilhões, mas os US$ 1,05 bilhão determinados pela Justiça são um montante maior que o esperado pela Samsung, em um dos maiores casos que envolvem patentes industriais.

O júri determinou que a Samsung violou seis das sete patentes da Apple, enquanto a empresa norte-americana não violou nenhuma patente da companhia sul-coreana. O veredicto foi emitido após três dias de deliberações do tribunal e um julgamento que durou mais de três semanas.

A batalha atraiu a atenção do setor de tecnologia, no qual uma série de empresas cobiçam uma parte do mercado de smartphones, avaliado em US$ 207,6 bilhões, de acordo com o banco Crédit Suisse.

A Apple acionou a Samsung nesse caso em 2011. A empresa, que recentemente perdeu sua liderança mundial nos smartphones para a Samsung, argumenta que sua concorrente copiou componentes da forma e do conteúdo dos aparelhos da Apple, dos ícones ao software.

A Samsung rebateu e alegou que alguns dos modelos iPhone, iPad e iPod Touch infringiram até cinco das suas patentes. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AppleSamsungpatentetecnologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.