Sanidade: Brasil precisa fazer a lição de casa, diz Camargo Neto

Ribeirão Preto, 25 - O ex-secretário de Produção e Comercialização do Ministério da Agricultura e ex-presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB) Pedro Camargo Neto afirmou há pouco que o Brasil precisar "fazer a lição de casa" antes de criticar qualquer tipo de barreira sanitária imposta por países que importam seus produtos agropecuários. Camargo Neto, que faz palestra ainda hoje na Associação Brasileira do Agronegócio de Ribeirão Preto (ABAG/RP) disse que não acreditar de imediato que as barreiras comerciais sejam substituídas por sanitárias e fitossanitárias no comércio internacional. "Quando as barreiras tradicionais são reduzidas, naturalmente há um aumento no comércio. E se os países compradores têm regras sanitárias internas eles não querem ser prejudicados", disse. "Não podemos jogar a culpa nos outros, primeiro não ter doenças como a aftosa e aí você pode falar que é injusto. Mas como a gente tem muito problema sanitário e fitossanitário ainda temos de fazer a lição de casa para depois reclamar", completou Camargo Neto. (Gustavo Porto)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.