Santander vai oferecer moratória de três anos a hipotecas na Espanha

Banco afirma que serão mudados os termos dos empréstimos para clientes que perderam o emprego ou para famílias que tiveram queda de 25% na renda mensal

Danielle Chaves, da Agência Estado,

27 de julho de 2011 | 11h23

MADRI - O espanhol Banco Santander vai oferecer suspensão de três anos no pagamento de hipotecas para clientes que enfrentam dificuldades financeiras e que tenham problemas para pagar os empréstimos imobiliários, afirmou o executivo-chefe da instituição, Alfredo Saenz.

Em uma entrevista à imprensa após a divulgação do balanço do banco, Saenz disse que serão mudados os termos dos empréstimos para os clientes que perderam o emprego ou para famílias que tiveram queda de 25% na renda mensal. O plano será lançado no próximo mês.

O Santander está oferecendo aos clientes a chance de pagar apenas os juros sobre o crédito durante três anos, reduzindo o montante que teriam de pagar a cada mês, e vai estender o vencimento dos empréstimos pelo mesmo período. "Nós achamos que isso vai diminuir o ônus da dívida significativamente para as pessoas que estão com dificuldades financeiras", disse Saenz.

A oferta do Santander surge em um momento em que as execuções de hipotecas na Espanha estão aumentando, em meio à prolongada desaceleração econômica que deixou milhões de desempregados no país. O desemprego está em 21,3%, mais do que o dobro desde o começo da crise global. Os empréstimos inadimplentes na Espanha atingiram os maiores níveis desde 1995 em maio, correspondendo a 6,5% do crédito total do sistema. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
SantanderhipotecamoratóriaEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.