Filipe Araújo/AE
Filipe Araújo/AE

São 100 mil chances de ser feliz

Esse é o número de imóveis que estarão disponíveis para compra no 5.º Feirão da Caixa

21 de maio de 2009 | 16h42

Com 103.594 imóveis à venda, a Caixa Econômica Federal abre nesta quinta-feira, 21, a quinta edição do Feirão da Casa Própria, no Centro de Exposições Imigrantes, no Jabaquara, zona sul de São Paulo. Do total de unidades à disposição, 42.801 são novas ou estão em fase de construção, 60 mil são usadas e 793 foram retomadas pelo banco de mutuários inadimplentes.

 

Veja também:

especialEspecial sobre o Feirão da Caixa 2009

 

O evento, que ocorre até domingo, vai reunir 130 construtoras e 133 imobiliárias. "A expectativa é realizar um volume de negócios 10% superior em relação a 2008. Na época, foram negociados 21.500 imóveis, o que gerou R$ 1,4 bilhão", afirma o superintendente da Caixa em São Paulo, Valter Nunes.

 

A média de preços dos imóveis gira em torno de R$ 128 mil. Haverá também unidades voltadas para famílias de renda maior, com valores acima de R$ 200 mil. "São moradias para todas as classes sociais", diz Nunes, que acredita que, a exemplo do ano passado, 150 mil pessoas devem visitar o Feirão.

 

Para atender a esse público, a Caixa porá à disposição 1.200 funcionários, que vão prestar informações sobre as linhas de crédito, além de tirar dúvidas e fazer a simulação do valor financiado. Assim como em 2008, o comprador terá a oportunidade de dar entrada nos papéis do financiamento e fechar o negócio em um só dia. Quem não encontrar o imóvel ideal nos quatro dias do Feirão poderá receber uma carta de crédito da Caixa. "A família terá um prazo de 180 dias para utilizar a carta", diz Nunes.

 

A maior parte dos imóveis novos ou em construção integra o programa ‘Minha Casa, Minha Vida’. Os consumidores interessados em obter as vantagens do pacote habitacional precisam ter renda de três até dez salários mínimos (de R$ 1.395 a R$ 4.650) e buscar moradias com preços de até R$ 130 mil. As famílias com renda de até três salários mínimos também se enquadram no programa, mas não terão opções de imóveis no Feirão. Nesse caso, quem tiver interesse deve fazer o cadastro nas agências da Caixa ou pelo telefone 0800-7260101.

 

Saiba antes quanto e como vai pagar

 

Para facilitar a vida dos consumidores , a Caixa Econômica Federal criou, em seu endereço na internet (http://www.feiraohabitacaocaixa.com.br), um hot site onde será possível consultar o banco de imóveis disponíveis nas construtoras. Além disso, o mutuário terá a chance de utilizar o simulador de habitação, que irá informar o valor do crédito, a taxa de juros e o valor e o prazo das prestações.

 

"Ao chegar ao evento, a família já entrou no site, viu as opções de imóveis e usou o simulador de habitação. Portanto, tem ideia de que terá as taxas de juros mais baixas do mercado", destaca a superintendente nacional da Caixa, Bernadete Maria Pinheiro Coury. Desde a criação do simulador, em julho de 2008, foram registrados 73 milhões de acessos, sendo 17,3 milhões só entre maio e abril de 2009.

 

O comprador também poderá consultar, por meio de um sistema online, a matrícula do imóvel, que aponta se a unidade usada tem alguma pendência. O serviço, oferecido pela Associação de Notários e Registradores do Brasil (Anoreg) e pela Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo (Arisp), será gratuito. O Centro de Exposições Imigrantes fica a 800 metros da estação Jabaquara do Metrô. Ônibus gratuitos farão a ligação da estação ao evento.

Tudo o que sabemos sobre:
Feirão da Caixahabitação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.