Seade/Dieese: desemprego total cai para 15,5% em 2007

A taxa de desemprego total caiu de 16,8% em 2006 para 15,5% em 2007 nas seis regiões metropolitanas analisadas pela Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), realizada em parceria pela Fundação Seade e o Dieese.

ANNE WARTH,

13 de fevereiro de 2008 | 10h34

A taxa de desemprego total caiu de 16,8% em 2006 para 15,5% em 2007 nas seis regiões metropolitanas analisadas pela Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), realizada em parceria pela Fundação Seade e o Dieese.

O contingente de desempregados foi estimado em 3 milhões de pessoas, ou 180 mil a menos que em 2006. O desemprego caiu em todas as seis regiões pesquisadas. Durante o ano de 2007, 553 mil novos postos de trabalho foram criados, número mais que suficiente para absorver as 374 mil pessoas que entraram no mercado de trabalho no período e reduzir a quantidade de desempregados.

O rendimento médio real dos ocupados cresceu 1,3% em 2007 na comparação com 2006, que passou a valer R$ 1.066. A massa de rendimentos reais dos ocupados, uma combinação entre o nível de emprego e o rendimento, aumentou 4,9%, resultado puxado principalmente pelo aumento do nível de ocupação, tendo em vista que a contribuição do rendimento foi menor.

A pesquisa foi realizada nas regiões metropolitanas de Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA) e São Paulo (SP), além do Distrito Federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.