Seguro de carros deve crescer 15% em 4 anos, vê Itaú

O mercado de seguros para automóveis deve crescer em média 15% ao ano até 2016. É o que acredita o diretor da seguradora Itaú Auto e Residência, Ney Dias. Ele se baseia em dados que mostram que apenas 35% da frota de automóveis passível de cobertura está segurada.

GUILHERME AMORIM, Agencia Estado

19 de abril de 2012 | 18h16

A previsão de expansão para os próximos quatro anos é maior do que a verificada em 2011, quando o setor cresceu 7%. "O aumento na dificuldade de financiamento ocorrida no período afetou a venda de novos veículos", afirmou Dias.

Dentro do seguro de automóveis, o executivo vê uma tendência de aumento no número de apólices que tenham a cobertura de responsabilidade civil (que cobre danos involuntários causados a terceiro - indenizações, por exemplo). Nos Estados Unidos, disse Dias, o número de tais contratos é bem maior, e muitas vezes obrigatório.

Outras apostas das seguradoras são os produtos voltados para faixas de renda menores, como aqueles que permitem o uso de peças usadas em casos de sinistro.

Tudo o que sabemos sobre:
Itaúseguro de carros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.