Selic a 12% só é crível com mais ações macroprudenciais, diz StanChart

Instituição reiterou a expectativa de que a Selic deve subir mais 0,50 pp hoje

Patricia Lara, da Agência Estado,

20 de abril de 2011 | 08h58

Um aumento de apenas 0,25 ponto porcentual na Selic para 12% no encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) desta quarta-feira só será crível se for acompanhado de medidas macroprudenciais adicionais, na visão do chefe de pesquisa regional da América Latina do banco Standard Chartered (StanChart), Douglas Smith. Mas a instituição reiterou a expectativa de que a Selic deve subir mais 0,50pp hoje, com um ajuste adicional de 0,50pp em junho, elevando a taxa para 12,75%.

"Os dados recentes continuam indicando um mercado de trabalho apertado com a taxa de desemprego recuando para mínima recorde. Isto tem pressionado a inflação de serviços para cima", ponderou Smith, observando ainda que o resultado da pesquisa Focus, divulgada na última segunda-feira, continua apontando que as expectativas inflacionárias superam o centro da meta de 4,5% no final de 2012.

"Por último, nós observamos que o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, afirmou que o Copom estava no meio de um ciclo de aperto monetário e tinha mais trabalho a fazer", lembrou o analista, referindo-se às declarações do presidente da autoridade monetária na semana passada, em Washington.

Entre as medidas macroprudenciais que poderiam vir como suporte a uma elevação mais branda da taxa Selic, Smith cita novas iniciativas para desacelerar o ritmo de expansão do crédito e elevação do compulsório bancário. 

Tudo o que sabemos sobre:
SelicCopomStandChart

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.