Sem citar fatia de mercado, Kroton nega concentração

O atual presidente da Kroton, Rodrigo Galindo, afirma não ter informações sobre a participação conjunta de mercado (market share) de Kroton e Anhanguera Educacional, que deve ser divulgada no Censo do Ensino Superior. Em entrevista à imprensa, nesta segunda-feira, 22, para explicar a fusão das companhias, o executivo negou, porém, que possa haver concentração de mercado.

DAYANNE SOUSA E KELLEN MORAES, Agencia Estado

22 de abril de 2013 | 14h53

A combinação das companhias se dará mediante a incorporação de ações da Anhanguera pela Kroton, e a consumação da associação dependerá de prévia apreciação e aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica. O Cade tem até 330 dias para julgar o caso.

"Este é o momento mais importante das histórias dessas companhias", disse Galindo, que será o CEO da nova empresa.

Tudo o que sabemos sobre:
KrotonAnhanguerafusãomercado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.