Senado adia votação do Projeto de Biossegurança para 5 de outubro

Brasília, 16 - Líderes dos partidos no Senado fecharam um acordo hoje para votar o substitutivo do relator do projeto da Lei de Biossegurança, Ney Suassuna (PMDB-PB), no dia 5 de outubro. Suassuna disse que o adiamento da votação frustra produtores que aguardam autorização governamental para poder iniciar o plantio de soja transgênica e pessoas que têm familiares doentes e querem ver aprovada logo a realização de pesquisas e o uso de células-tronco para fins terapêuticos. A votação da matéria foi adiada depois que a senadora Heloísa Helena (PSol-AL) pediu verificação de quórum, que era insuficiente para votação da matéria. Naquele momento, já não havia mais o mínimo necessário de 41 senadores em plenário, embora o painel do Senado indicasse que 74 parlamentares haviam passado pela casa.

Agencia Estado,

16 de setembro de 2004 | 15h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.