Senado dos EUA aprova mudanças no pacote de reforma da saúde

Agora, o projeto volta para a Câmara para uma segunda votação, a etapa processual antes de ser enviado à Casa Branca

Priscila Arone, da Agência Estado,

25 de março de 2010 | 16h15

O projeto de lei contendo importantes mudanças fiscais e no Medicare (assistência para idosos) do pacote de US$ 940 bilhões da reforma da saúde foi aprovado no Senado norte-americano. Agora, o projeto volta para a Câmara para uma segunda votação, a etapa processual antes de ser enviado à Casa Branca.

 

Por 56 votos a favor e 43 contra, o Senado aprovou a lei suplementar, que reescreve várias provisões do amplo projeto de reforma da saúde sancionado no início da semana. O projeto com mudanças já foi aprovado no domingo pela Câmara, mas uma nova votação na Casa será necessária porque os republicanos no Senado argumentaram com sucesso que duas pequenas provisões de crédito estudantil deveriam ser retiradas da medida.

 

O projeto de lei, sem as duas provisões, foi aprovado depois que os senadores realizaram uma maratona de votos desde a noite de quarta-feira até esta tarde sobre as emendas à medida. Todos os republicanos presentes se opuseram à medida, enquanto apenas três democratas votaram contra: Blanche Lincoln e Mark Pryor, do Arkansas, e Ben Nelson, de Nebraska.

 

A Câmara deve votar o projeto ainda nesta quinta-feira e há fortes expectativas de que vá aprová-lo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoEUAsaúdeplano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.