S&P reafirma rating e mantém revisão negativa da Gol

A agência de classificação de risco Standard & Poor''s reafirmou nesta segunda-feira, 29, o rating da Gol Linhas Aéreas Inteligentes em B, e manteve a companhia em revisão para possível rebaixamento, após a conclusão da oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Smiles, na qual a Gol tem uma fatia de 60%.

Agencia Estado

29 de abril de 2013 | 20h25

"Nós considerávamos a liquidez da Gol como sua maior vantagem no curto prazo, já que permite à companhia lidar com o fluxo de caixa operacional livre negativo, enquanto implementa medidas para melhorar sua estrutura de custos e operações. O anúncio do bem-sucedido IPO, cujos recursos devem ser transferidos para a Gol como um pré-pagamento por passagens aéreas que serão emitidas pelo programa de milhas no futuro, é um desenvolvimento de liquidez positivo", diz a S&P em comunicado.

A agência lembra que a Gol também anunciou a venda de um pacote de milhas por R$ 400 milhões para o Banco do Brasil, Bradesco e Santander, "o que vai fortalecer sua liquidez". "Nós acreditamos que as reservas totais de R$ 1,5 bilhão com essas duas transações vão dar mais flexibilidade para que a Gol continue trabalhando na sua reformulação operacional."

Entretanto, esses desdobramentos positivos não foram suficientes para tirar a Gol da revisão negativa. "Nós esperamos resolver essa análise com a completa revisão das nossas projeções para a Gol em 2013 e 2014, levando em conta os esforços da companhia para melhorar a utilização da capacidade, otimizar o consumo de combustível e recuperar o fluxo de caixa". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GolS&P

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.