S&P rebaixa rating da Heinz em 5 graus

A agência de classificação de risco Standard & Poor''s (S&P) rebaixou nesta segunda-feira o rating da fabricante de catchup Heinz em cinco graus, de BBB+ para BB-, com perspectiva estável. As notas da Heinz estavam em revisão para possível rebaixamento desde 14 de fevereiro, após o anúncio da compra pela Berkshire Hathaway e o fundo de private equity 3G Capital.

AE, Agencia Estado

17 de junho de 2013 | 19h32

"Incluindo nossos ajustes para arrendamentos operacionais e obrigações previdenciárias, nós estimamos que a Heinz terá quase US$ 14,6 bilhões em dívidas após a transação. O rebaixamento reflete nossa crença de que, após a compra e a recapitalização, a Heinz tem um perfil de crédito substancialmente mais fraco", diz, em comunicado, o analista da S&P Bea Chiem. A agência revisou a avaliação sobre o perfil de risco financeiro da empresa de "intermediário" para "altamente alavancado".

De acordo com Chiem, a S&P acredita que a Heinz deve adotar medidas de proteção do crédito que melhorarão modestamente o perfil de risco. "Ainda assim, nós estimamos que as avaliações de crédito continuarão altamente alavancadas durante os próximos vários anos". O fundo de private equity 3G Capital, que controla o Burger King e é gerido pelos brasileiros Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles, fez uma oferta de US$ 28 bilhões pela Heinz em fevereiro, numa parceira com a Berkshire Hathaway, do investidor Warren Buffett. A transação foi financiada, principalmente, com a emissão de dívida - aproximadamente US$ 8,2 bilhões em ações ordinárias e US$ 8 bilhões em preferenciais. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
S&PratingHeinz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.