Serasa: 1,76% do total de cheques foi devolvido em 2010

De acordo com pesquisa, este é o menor nível desde 2004, quando o porcentual de devoluções foi de 1,58%

Agência Estado,

18 de janeiro de 2011 | 14h41

Dos 1,12 bilhão de cheques emitidos no ano passado em todo o País, 1,76% foi devolvido por falta de fundos, segundo a Serasa Experian, empresa especializada em análise de crédito. Esse é o menor nível desde 2004, quando o porcentual de devoluções foi de 1,58%. De acordo com os economistas da empresa, a queda em 2010 é resultado da preferência do consumidor por formas de financiamento com prazos mais longos que o pré-datado e com possibilidade de pagamentos mínimos, como o cartão de crédito.

São Paulo foi o Estado com o menor índice de inadimplência em cheques no ano passado, com 1,32%. O maior porcentual de devoluções foi registrado no Amapá, com 10,79%. Em seguida aparecem Maranhão (9,34%) e Roraima (9,24%).

Apesar da queda no acumulado do ano passado, em dezembro o índice de cheques sem fundos ficou em 1,72%, acima do registrado em novembro (1,68%). Normalmente, as devoluções caem no último mês do ano, em razão do 13º salário, mas isso não ocorreu em 2010. Segundo a Serasa Experian, o consumidor que estava endividado no fim do ano passado voltou a usar o cheque para evitar atingir o limite do cartão de crédito.

A Serasa Experian lembra que gastos de início de ano, como o pagamento de impostos e despesas escolares, devem pressionar o orçamento doméstico, o que pode elevar o índice de cheques devolvidos no primeiro trimestre de 2011.

Tudo o que sabemos sobre:
cheque sem fundodevoluçõesSerasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.