Serviços e tarifas dão ao Itaú Unibanco R$ 5,122 bilhões

O Itaú Unibanco elevou as suas receitas com prestação de serviços, incluindo as rendas de tarifas bancárias, no primeiro trimestre, impulsionadas por cartões de crédito e serviços de conta corrente. Esses ganhos foram 18,8% maiores de janeiro a março ante igual intervalo de 2012, para R$ 5,122 bilhões.

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

30 de abril de 2013 | 09h15

Ante o trimestre anterior, foi vista queda de 0,5%, apesar da sazonalidade típica do período, que apresenta concentração de receitas no último trimestre do ano, segundo o banco. Desconsiderando o efeito da aquisição das ações dos minoritários da Redecard, ao final de 2012, que impulsionou as receitas com cartões, os ganhos com prestação de serviços do Itaú teriam apresentado crescimento de 8,8% em março ante um ano.

Se levado em conta o resultado com operações de seguros, previdência e capitalização, as receitas do banco atingiram R$ 6,476 bilhões, queda de 1,1% em relação ao trimestre anterior e crescimento de 15,9% ante o mesmo período de 2012.

As receitas de serviços com cartões de crédito atingiram R$ 2,087 bilhões no primeiro trimestre, cifra 2,4% superior em relação ao trimestre anterior e 36,1% maior em um ano. Esses ganhos foram puxados, conforme o Itaú, pelo crescimento

nos volumes transacionados no período, pela aquisição de 100% das ações dos minoritários da Redecard e pelas maiores receitas de anuidades de cartões.

Já as receitas decorrentes dos serviços de conta corrente atingiram R$ 978 milhões no primeiro trimestre do ano, alta de 7,8% em relação ao trimestre anterior e de 30,4% em um ano. Os ganhos com administração de recursos somaram R$ 567 milhões, queda de 4,1% e alta de 14,5%, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.