Estadão
Estadão

Setor calçadista sofre com demanda fraca desde 2012

Segundo levantamento da Abicalçados feito com base em dados do IBGE, houve retração de 10,9% no volume de vendas e 6,2% na receita no ano passado

Luciana Dyniewicz, O Estado de S.Paulo

30 Setembro 2017 | 05h00

O setor calçadista brasileiro enfrenta uma demanda fraca desde 2012, de acordo com o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Heitor Klein. “Houve um esgotamento no orçamento das famílias, o que resultou em uma diminuição nas compras de bens de consumos leves.”

Segundo levantamento da entidade feito com base em dados do IBGE, houve retração de 10,9% no volume de vendas e 6,2% na receita no ano passado. Os números incluem tecidos e vestuário, além de sapatos.

++Após reestruturação e reduzida a um terço do que foi, Vulcabrás tenta se refazer

Neste ano, porém, as fabricantes nacionais têm se beneficiado com o aumento das exportações. Até agosto, foi registrada uma alta de 13,2% em valores. Em total de pares embarcados, a expansão é de 0,5%. Estados Unidos, Argentina e Paraguai são os principais mercados, mas, enquanto o primeiro diminuiu suas compras do Brasil em 11,4% no acumulado deste ano, o segundo e o terceiro elevaram em 38,9% e 86,4% (em valores), respectivamente.

Do outro lado da balança, as importações recuaram 0,3% em valor, mas cresceram 3,7% no número de calçados. A China aparece em terceiro lugar no ranking dos maiores vendedores, atrás de Vietnã e Indonésia, por causa da medida antidumping adotada pelo Brasil contra o país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.