Shell avalia campo de Libra para se decidir sobre leilão

O presidente da Shell no Brasil, André Araújo, afirmou que a empresa avalia as informações sobre o campo de Libra, na área do pré-sal, antes de decidir se irá participar do leilão no dia 21 de outubro. A empresa é uma das únicas entre as gigantes do setor que se inscreveu para a rodada.

ANTONIO PITA, Agencia Estado

24 de setembro de 2013 | 17h48

"A gente continua analisando o projeto e vamos esperar até o dia 21", declarou Araújo a jornalistas, após participar de evento no Rio, nesta terça-feira, 24. O executivo evitou detalhar uma eventual participação no primeiro leilão do pré-sal, como a formação de consórcios para exploração do campo. "A gente conversa sempre com outras empresas, mas só falaremos sobre Libra na tarde do dia 21", reiterou.

Segundo assessores da empresa, a participação nos blocos foi estudada pelo escritório, em Houston, nos Estados Unidos, e mantida em sigilo até para diretores da companhia.

Araújo também desconversou sobre o interesse da companhia em exercer o direito de preferência para aquisição da participação da Petrobras no Bloco BC10, na Bacia de Campos. "Temos um prazo e ele está contando. Depois dos 30 dias de prazo, ainda tem a análise das reguladoras. Vamos aguardar."

Mais conteúdo sobre:
ANPpré-salShell

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.