Shell e Iraque estão perto de acordo para petróleo

A Royal Dutch Shell e o governo do Iraque estão perto de chegar a um acordo para construir um complexo petroquímico US$ 11 bilhões no sul do país, de acordo com autoridades locais.

Agencia Estado

13 de novembro de 2013 | 13h33

A intenção de avançar com o complexo petroquímico ocorreu após uma reunião entre o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, e o CEO da Shell, Peter Voser, em Bagdá na terça-feira, 12. O governo disse em um comunicado após a reunião que estava prestes a assinar um "memorando de entendimento" que compromete ambos os lados ao planejamento antecipado do projeto.

"O memorando de entendimento estará pronto para ser assinado dentro de semanas", disse o comunicado. O projeto está sendo chamado de Nebras.

A Shell já investiu de maneira pesada para ajudar o Iraque a explorar suas reservas de petróleo bruto e gás natural. A empresa tem trabalhado no campo de petróleo Majnoon do Iraque, que teve a primeira produção de petróleo no mês passado e agora está bombeando cerca de 200 mil barris por dia, de acordo com o governo de Bagdá. A Shell também assinou um acordo de US$ 17,2 bilhões no ano passado para coletar gás natural de campos de petróleo do sul do Iraque. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ShellIraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.