Siderúrgica chinesa Haixin pede proteção contra falência, diz agência

O grupo siderúrgico chinês Shanxi Haixin Iron and Steel, um dos maiores da China, encaminhou nesta segunda-feira um pedido de proteção judicial contra falência, publicou a agência estatal Xinhua, nesta segunda-feira.

REUTERS

17 de novembro de 2014 | 15h00

A Haixin, maior siderúrgica privada da província de Shanxi, no norte da China, tem dívida de 10,46 bilhões de iuanes (1,71 bilhão de dólares) ante depósitos bancários de 10,07 bilhões, publicou a Xinhua. Representantes da companhia não puderam ser contatados de imediato para comentar o assunto.

O consumo de aço da China caiu este ano pela primeira vez desde meados de 2000, pressionado por fraqueza do setor imobiliário. Isso levou a uma queda nos preços do aço e excesso de minério de ferro no país.

O preço do vergalhão, usado na construção civil, caiu cerca de um terço este ano.

Preocupações sobre calotes têm levado bancos a cortar financiamentos ao setor siderúrgico da China, que tem lidado com margens reduzidas e queda nos preços do aço.

A Xinhua afirmou que a Haixin, que tem produção anual de 5 milhões de toneladas de aço, suspendeu produção em março depois que não ter pago empréstimos bancários.

(Por Redação Xangai)

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIACONCORDATAHAIXIN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.