Siderúrgica italiana ILVA investirá US$525 mi para limpar usina

O grupo siderúrgico italiano ILVA investirá 400 milhões de euros (525,8 milhões de dólares) para limpar sua usina na cidade de Taranto e acabar com mais danos ambientais, a fim de evitar o total fechamento da unidade, afirmaram representantes da companhia.

Reuters

18 de setembro de 2012 | 14h15

O presidente da ILVA firmou o compromisso em um plano industrial apresentado a autoridades judiciais e sindicatos.

Em julho, promotores italianos deram à companhia até o fim de setembro para traçar um plano de limpeza da maior usina siderúrgica da Europa, após uma investigação ter descoberto que os produtos químicos bombeados da unidade estavam prejudicando trabalhadores e moradores da região.

Promotores italianos acusaram operadores da usina, neste ano, de permitirem conscientemente que a poluição continuasse.

A fábrica emprega cerca de 12 mil trabalhadores e é responsável por outros 8 mil empregos relacionados na região. É um das poucas grandes indústria na empobrecida região de Puglia, sul da Itália.

(Por Philip Pullella)

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIAILVALEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.