Siderúrgica russa Evraz espera melhores preços em 2012

A Evraz, maior siderúrgica da Rússia, de co-propriedade do bilionário Roman Abramovich, afirmou nesta segunda-feira que reduziu seus esforços para vender produtos em dezembro na esperança de uma recuperação dos preços no início de 2012.

CLARA FERREIRA-MARQUES, REUTERS

12 de dezembro de 2011 | 14h03

"Nós decidimos desacelerar um pouco porque pensamos que poderia ser bom para nós sermos mais oportunistas, e ver se o mercado irá corrigir no primeiro trimestre do próximo ano", disse o presidente-executivo Alexander Frolov a jornalistas em Londres.

Frolov disse que os pedidos da companhia -geralmente reservados para os próximos 2,5 meses seguintes- estão mais fortes, levaram à decisão de não se empenhar em um ambiente de preços mais baixos.

"O que dissemos aos nossos operadores... é para não se apressarem para as próximas três semanas... Se alguém chegar até você e oferecer um bom preço, você reserva, mas não persiga seus clientes", disse ele, adicionando que era difícil prever o impacto exato no mês.

"Nossa produção é a mesma, as vendas estão provavelmente para baixo em termos de velocidade, mas não dramaticamente baixas", adicionou Frolov.

As siderúrgicas na Rússia e no exterior estão alertando sobre os mercados mais fracos, com os principais produtores, incluindo a ArcelorMittal, atribuindo os resultados a clientes cada vez mais cautelosos. Mas na semana passada a Severstal afirmou que esperava uma melhora em 2012.

A Evraz -que vende pouco mais de 40 por cento da sua produção para o mercado russo e para países da ex-União Soviética e é um dos principais produtores de material ferroviário- afirmou que esperava uma forte demanda por material ferroviário na Rússia e na América do Norte em 2012.

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIAEVRAZPRECOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.