Siemens anuncia 1.100 demissões até 2014 no setor de energia da Alemanha

O anúncio não surpreendeu, uma vez que a empresa já havia informado na semana passada que sua meta de cortar custos em 6 bilhões de euros afetaria o seu setor de energia

Stefânia Akel, da Agência Estado,

20 de dezembro de 2012 | 14h43

MUNIQUE - A Siemens vai cortar 1.100 empregos do seu setor de energia na Alemanha até 2014, informou hoje um porta-voz da companhia.

Segundo ele, três quartos dos cortes de empregos serão realizados na divisão de geração de energia a partir de combustíveis fósseis, que tem 10.400 empregados no país, e o restante será efetuado na divisão de petróleo e gás, que emprega 3.200 pessoas. Diversas fábricas alemãs da Siemens serão afetadas.

O anúncio não surpreendeu, uma vez que a empresa já havia informado na semana passada que sua meta de cortar custos em 6 bilhões de euros (US$ 7,8 bilhões) afetaria o seu setor de energia.

As demissões se somarão às 800 já anunciadas na semana passada. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.