Siemens vai cortar mais 1.000 empregos, diz jornal

A Siemens vai cortar mais 1.000 empregos em sua divisão de energia nos próximos anos, segundo informou o jornal alemão Frankfurter Allgemeine. De início, 340 pessoas serão demitidas em Erlangen e Offenbach, na divisão de soluções energéticas. No médio prazo, mais 650 empregos serão cortados em três unidades, enquanto a companhia deve criar empregos na Coreia, disse o jornal.

Agencia Estado

10 de junho de 2013 | 18h18

A Siemens não comentou o assunto. De acordo com a publicação, os 1.000 empregos citados na reportagem não são os mesmos cortes de 1.100 empregos anunciados pela empresa em dezembro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Siemensdemissõesenergia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.