Sinopec confirma negociação com brasileira OGX

O presidente da China Petroleum & Chemical (Sinopec), Su Shulin, confirmou que a companhia chinesa está em conversações com a brasileira OGX Petróleo e Gás Participações para comprar uma fatia em um campo de petróleo em águas profundas no Brasil. Ele, no entanto, não forneceu mais detalhes.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

23 de agosto de 2010 | 10h34

O jornal chinês 21st Century Business Herald afirmou na quarta-feira passada que a Sinopec e a China National Offshore Oil Corporation (CNOOC) estavam mantendo conversações separadas com a OGX para comprar uma participação de 20% em um campo de petróleo na Bacia de Santos. Shulin afirmou também que a Sinopec está estudando comprar mais ativos de sua matriz, a China Petrochemical. Segundo o diretor do escritório financeiro da Sinopec, Wang Xinhua, as margens de refino da companhia em julho e agosto permaneceram no mesmo nível do segundo trimestre, de cerca de US$ 5 por barril.

A companhia informou ainda, no domingo, que seu lucro líquido aumentou 6,7% no primeiro semestre deste ano, para 35,46 bilhões de yuans (US$ 5,2 bilhões), ante 33,25 bilhões de yuans no mesmo período do ano passado. O resultado foi puxado pelos preços do petróleo e pelas vendas de combustível, que compensaram as margens de refino mais baixas.

Já o lucro líquido da divisão de refino recuou 71% no primeiro semestre, para 5,69 bilhões de yuans (US$ 836,82 milhões), ante os 19,90 bilhões de yuans do mesmo período de 2009, como resultado do aumento dos custos do combustível e das medidas de controle do governo sobre os preços dos combustíveis. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoOGXSinopecBrasilChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.