Sinopec e Basf planejam segunda joint venture na China

A China Petroleum and Chemical Corp (Sinopec), maior refinaria da Ásia, e a empresa química alemã Basf, disseram nesta terça-feira que estão analisando a criação da segunda joint venture na China para explorar a demanda crescente do país por plásticos.

Reuters

31 de julho de 2012 | 11h57

De acordo com um memorando de entendimento assinado na cidade chinesa de Shenzhen, as empresas vão explorar a construção de uma planta de isononanol (INA) na província de Guangdong, disseram as companhias em comunicado conjunto.

O INA é matéria-prima para fabricação de plásticos e utilizado nas indústrias de revestimento, automóveis e construção, e em fios e cabos.

A demanda chinesa por plásticos vem aumentando, com expectativa de crescimento de 7 por cento este ano, na esteira do crescimento anual da economia do país de 7,5 por cento.

A decisão final de investimento no empreendimento compartilhado meio a meio seria feita no final deste ano, após as empresas terem completado estudo de viabilidade, disse o comunicado.

(Reportagem de Charlie Zhu)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIASINOPECBASF*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.