Sisbov: normativa publicada hoje revoga prazo de adesão

Brasília, 29 - Foi publicada na edição de hoje do "Diário Oficial da União" a Instrução Normativa 77, que revoga prazos estabelecidos anteriormente para o Sistema Brasileiro de Identificação de Origem Bovina e Bubalina (Sisbov). O presidente do Fórum Nacional de Pecuária de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Antenor Nogueira, explicou que só foi mantido o prazo mínimo de 40 dias para inclusão na base de dados do Sisbov de animais cuja carne será destinada à exportação. Ele comentou que, nos próximos dias, o governo deve regulamentar também a adesão facultativa ao Sisbov. "Quando a adesão for livre, os frigoríficos poderão negociar com os pecuaristas. Os compradores terão que cobrir os custos do programa de certificação", completou. Levantamento da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea/USP) mostra que os custos totais da pecuária de corte cresceram 8,27% no acumulado dos nove primeiros meses do ano. A pesquisa de custos foi feita em Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia e São Paulo. "Os preços pagos pelo boi gordo caíram 1,72% no período, o que não estimula a atividade", comentou Antenor Nogueira. Nos nove primeiros meses do ano, os preços das máquinas e implementos agrícolas (item que representa 7,53% dos custos de produção da pecuária de corte) ficaram 20,69% mais caros. "Os bons resultados obtidos na exportação não chegam ao campo", ressaltou. Para ele, sem o repasse dos ganhos da exportação, os frigoríficos "estão dando um tiro no próprio pé", pois a oferta de boi gordo será menor em 2005. "Sem o repasse, eles terão dificuldade em cumprir contratos de exportação, principalmente no segundo semestre, no período de entressafra", comentou. Em 2004, comentou, os abates de bovinos devem atingir o recorde de 40 milhões de cabeças.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.