Sistemas de gestão auxiliam empresas que passam por rápido crescimento

Com aumento do volume de dados, planilhas e outros tipos de tabelas dão lugar a sofwares sofisticados feitos para PME

Bruno de Oliveira, especial para O Estado, O Estado de S. Paulo

13 de abril de 2015 | 07h05

 

A medida que uma pequena ou média empresa cresce, surgem novos processos, novas demandas internas, e a necessidade de ampliação de alguns setores importantes como estoque e produção. Tudo isso torna a gestão por meio de planilhas eletrônicas, como o Excel, insustentável.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Com o aumento do número de informações geradas pela operação da empresa, se faz necessário um sistema mais robusto para analisar e organizar os dados do negócio para acompanhar sem solavancos o crescimento pelo qual ele passa.Neste caso, a computação em nuvem também surgiu como tecnologia que aproximou as PME de softwares avançados que há muito auxiliam grandes empresas a interpretar e tomar decisões estratégicas relacionadas ao mercado. A ferramenta que catalisa essas funções organizacionais é o ERP, ou sistema de gestão de recursos, em uma tradução livre do inglês.Este software reúne em uma mesma plataforma dados sobre diversos setores da empresa - como RH, estoque e produção -, onde um profissional ou um departamento possam analisá-los e criar uma estratégia de negócio.

Com a tecnologia na nuvem, as empresas que desenvolvem e vendem estes sistemas puderam pegar partes que sejam relevantes às PME e fazer com que elas funcionem em servidores. Assim, os pequenos negócios tem acesso a um modelo de negócio cada vez mais comum: pagar apenas pelo uso do recurso e não precisar arcar com custos de uma estrutura de TI, por exemplo.

Para Ricardo Medina, vice-presidente de Vendas para Parceiros Globais da SAP, o momento certo da pequena ou média empresa cogitar adotar uma solução deste tipo é quando o empreendedor começa a perceber que a capacidade do negócio não consegue atender grandes demandas ou quando o desenvolvimento de uma tarefa dependa da execução de mais de um colaborador.

"Se manifesta quando o empreendedor percebe que esta perdendo dinheiro, quando a empresa consegue apenas atender produções pequenas ou quando um determinado processo ou informação se concentra em uma ou mais pessoas. As informações referentes ao negócio devem estar organizadas de modo que o acesso a elas possa ser feito a qualquer momento. Daí a necessidade que supera o uso dos métodos de gestão feitos a partir de planilhas", explica o executivo.

Uma vez acessível ao mercado de PME, os softwares de gestão impõem outro desafio à indústria - massificá-lo no gigantesco mercado de pequenos e médios negócios. Para isso, a estratégia adotada pelas empresas de TI é a de construir canais de vendas dedicados ao atendimento dos clientes que tenham uma perfil de investimento reduzido ou empresas que vivem um processo muito acentuado de crescimento.

Vinicius Roveda, sócio-diretor da ContaAzul, sugere que a indústria de software precisa criar uma cultura que eleve o nível de maturidade da tecnologia das empresas de menor porte. Dessa forma, a estratégia da empresa, que se especializou em criar sistemas para PME, foi se estruturar com base em um modelo de atendimento direcionado ao segmento.

"O empreendedor precisa saber que ele tem que ter um nível de controle para poder ter o negocio na mão, sobretudo em momentos de crise. Isso aumenta a competitividade da empresa. Nosso maior desafio enquanto fornecedor de solução, além de tornar as ferramentas de gestão acessíveis a essa grande base de empresas, é popularizar o conceito de gestão entre elas", detalha Roveda.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), pelo menos cinco softwares são imprescindíveis para o pequeno e médio empresário. Confira abaixo:

Suíte de Escritório

São as ferramentas que permitem que o usuário crie documentos de texto, planilhas, apresentações, agenda, entre outras funções;

Comunicação

Aplicações de mensagens instantâneas com acesso à internet e correio eletrônico;

Gestão

Sistemas que organizam e analisam os dados administrativos para controle de vendas, compras, estoques, como é o caso do ERP e do CRM, um software que gerencia o relacionamento com os clientes.

Customizado

Aplicativos dedicados à atividade da empresa. A instituição indica os softwares do tipo CAD, editores de imagens, entre outros.

Segurança

Sistemas de segurança com funcionalidades de antivírus são imprescindíveis para preservar dados e equipamentos importantes dentro da empresa.

Tudo o que sabemos sobre:
INOVAÇÃOinoveparaempreender

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.