SK Energy vende fatias em blocos de petróleo no Brasil

Companhia diz que vai buscar oportunidades de negócio no exterior 

Danielle Chaves, da Agência Estado,

23 de dezembro de 2010 | 10h21

A SK Energy, a maior empresa de refino de petróleo da Coreia do Sul, informou que vai vender participações que possui em três blocos de petróleo no litoral do Brasil para a dinamarquesa Maersk Oil por US$ 2,4 bilhões. A companhia sul-coreana possui 40%, 20% e 26,67% dos blocos BM-C-8, BM-C-30 e BM-C-32, respectivamente.

"Com a liquidez obtida a partir dessa venda de participações, a SK Energy vai buscar várias oportunidades de negócio no exterior, como a compra de mais blocos de petróleo ou de empresas de desenvolvimento do setor", disse a companhia em um comunicado.

Separadamente, a SK Energy afirmou que seu conselho diretor aprovou a venda da unidade de carvão para a empresa irmã SK Networks por 236,6 bilhões de wons (US$ 206 milhões). O acordo deverá ser fechado em 1º de fevereiro, segundo a SK Energy.

Ontem, a Coreia do Sul disse que pretende mais do que triplicar sua autossuficiência em energia até 2019 com o desenvolvimento e o investimento em mais projetos no exterior, para atender as crescentes necessidades da quarta maior economia da Ásia. O país quer que 30% do petróleo e gás total que importar em 2019 saia de seus próprios ativos no exterior, em comparação com 9% no ano passado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoSK EnergyCoreiaMaersk Oil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.