Soja: importações da China recuam 21% até setembro para 13,95 mi/t

São Paulo, 14 - A China importou 13,95 milhões de t de soja nos primeiros nove meses do ano, uma queda de 21,2% ante o mesmo período de 2003, informou hoje a Administração Geral Alfandegária do país. As importações de óleos comestíveis totalizaram 5,11 milhões de t, aumento 34,7% no período. O governo não divulgou os dados de setembro de 2003 e também não explicou o motivo da redução. Alguns analistas disseram que as importações caíram porque a China reduziu as aquisições das principais tradings por conta da descoberta de cargas brasileiras contaminadas com fungicidas no início deste ano. Outros, porém, atribuem a redução à cautela de esmagadores chineses, que tiveram grandes perdas por causa do excesso de compras no ano passado. O aumento estimado para as safras de soja da China e outros países também leva à diminuição das compras, com a expectativa de quedas nos preços, dizem os analistas. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estima que a safra de soja 2004/05 dos EUA - maior produtor mundial - deve atingir o volume recorde de 3,107 bilhões de bushels, acima da produção recorde de 2,89 bilhões de bushel em 2001. O USDA também aumentou a projeção para a produção mundial de 222,99 milhões para 228,94 milhões de t no relatório de setembro. Já o esmagamento foi estimado em 178,49 milhões de t, ante as 179,83 milhões de t da previsão de agosto. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.