Soja: municípios produtores têm IDH superior à média nacional

Rio, 25 - Os municípios que lideram a produção de soja no Brasil têm Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e taxa de crescimento anual da população superiores à média nacional, segundo apontou pesquisa divulgada hoje pelo IBGE. O IDH é calculado pelo PNUD (órgão das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e leva em conta indicadores como taxa de alfabetização, renda e mortalidade infantil. O índice vai de zero a um e, quanto mais perto de um, melhor o indicador. Dos 20 principais municípios produtores de soja no País, 19 têm IDH acima da média brasileira, que segundo os últimos dados divulgados, relativos a 2000, é 0,766. O município de Sorriso, no Mato Grosso, por exemplo, tem IDH de 0,824. Sapezal, o segundo maior produtor, também no Mato Grosso, tem IDH de 0,803. O crescimento populacional anual nesses locais também é bem maior do que a média brasileira (1,64%). Nesse caso, 16 dos 20 municípios têm taxa acima da nacional. Em Sorriso, por exemplo, é de 9,94%. A maior taxa de crescimento anual da população, entre os 20, foi registrada em Sapezal (21,51%). O chefe da coordenação de agropecuária do IBGE, Carlos Alberto Lauria, disse que a compilação desses dados foi feita para "mostrar que a agropecuária é importante para alavancar as condições de vida dos municípios". Segundo ele, o instituto pretende evoluir nesse estudo e detalhar mais os dados no futuro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.