Soja/Abiove: exportação registrou 20,56 milhões/t até novembro

São Paulo, 13 - A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) divulgou hoje os registros de exportação concedidos pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) até o dia 30 de novembro, o nono mês do ano-safra 2004/05 adotado pela indústria (fevereiro de 2004 a janeiro de 2005). Foram registradas até a data exportações de 20,559 milhões de toneladas de soja em grão, volume 1,10% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado. Os registros no ano comercial correspondem a 107,1% de toda a exportação do grão projetada pela Abiove para o período, de 19,2 milhões de toneladas. A entidade informa que é comum o registro de exportação acima dos embarques efetivos, mas afirma também que a previsão de embarques para o ano pode ainda sofrer alterações até o final do ano comercial. Os registros de farelo ficaram em 14,212 milhões de toneladas até 30 de novembro, 1,81% abaixo do volume registrado na mesma data do ano passado, e equivalente a 98,7% do total projetado para o ano, de 14,4 milhões de toneladas. Os registros de óleo somaram 2,868 milhões de toneladas em 30 de novembro, volume 18,8% superior ao registrado na mesma data do ano passado, e correspondente a 112,5% do total de embarques previsto para o ano, de 2,55 milhões de toneladas. Os registros antecipados para exportação de produtos do complexo soja em 2005/06 continuam bem abaixo dos volumes registrados nos três últimos anos. O período considerado é o ano comercial adotado pela indústria (fevereiro de 2005 a janeiro de 2006), conforme a Abiove. Em todos os produtos o registro caiu em torno de 80% em relação à mesma data de 2003. O recuo nos registros antecipados é considerado normal pela entidade, levando em conta o retorno dos preços internacionais da soja aos patamares históricos. A perspectiva de oferta abundante no ano que vem, em razão da safra recorde dos Estados Unidos e da previsão de colheita de grande volume também na América do Sul, também inibe as compras (e registros) antecipados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.