Soja/Cenário: CBOT enfraqueceu com expectativa de clima melhor

São Paulo, 27 - Os futuros da soja fecharam em baixa ontem na Bolsa de Chicago (CBOT), após sessão quieta e mercado deprimido por vendas de operadores comerciais e fundos, estimuladas por previsões de chuvas abundantes para os campos do Meio-Oeste dos Estados Unidos. "A soja caiu porque chuvas muito boas estão chegando, aumentando o potencial de boa produtividade nas áreas mais ao sul", disse um broker, explicando que um ganho de produção nessas regiões poderá compensar as perdas no norte causadas pelas geadas. O analista Chad Henderson, da Stewart-Peterson em West Bend, Wisconsin, disse que apesar da sessão vazia de hoje na bolsa, alguma coisa desconhecida parecia sacudir o mercado. "A volatilidade do mercado esta semana mostra que estamos no limite. O clima poderá reacender os ânimos", disse Henderson, acrescentando que a maior incógnita para o mercado no momento continua sendo o estado da safra ao norte do Cinturão da Soja, especificamente sobre os danos causados pelo frio e pela geada do último final de semana. Os futuros do óleo seguem em sua trajetória positiva na semana, marcando as melhores performances diárias em relação ao complexo. O óleo fechou em alta ontem, com compras comerciais e temores de baixo teor na safra deste ano dos EUA. O farelo tomou rumo oposto ao do óleo e seguiu o grão na baixa, mas com perdas bem mais fortes, pressionado por vendas comerciais. Os spreads entre os contratos de setembro e dezembro se estreitam tanto no farelo quanto no óleo. As fracas bases de preço no físico dos EUA e a aproximação do primeiro dia de notificação para as entregas de setembro seriam as justificativas para o estreitamento dos spreads e para a baixa nos contratos dos produtos no setembro. Confira o fechamento da CBOT: --------------------------------------------------------GRÃO (US$/bushel) FARELO (US$/t) ÓLEO (cents/libra)--------------------------------------------------------Variação cents US$ pontos--------------------------------------------------------Set. 6,1675 -6,50 Set. 185,80 -8,20 Set. 24,92 -27Nov. 6,0650 -6,00 Out. 178,20 -4,80 Out. 24,45 +2Jan. 6,1175 -6,25 Dez. 179,40 -3,80 Dez. 23,89 +13Mar. 6,1750 -6,50 Jan. 180,90 -3,70 Jan. 23,72 +18Mai. 6,1950 -6,50 Mar. 184,10 -3,80 Mar. 23,62 +20Jul. 6,2450 -2,00 Mai. 186,10 -2,60 Mai. 23,42 +27-------------------------------------------------------- (João Baumer, segue) O mercado interno de soja travou ontem, e os preços afrouxaram com a baixa na CBOT. O dólar subiu 0,14% no dia, cotado a R$ 2,9560 no fechamento. O mercado foi muito fraco em todas as praças brasileiras. No Sul as indicações de compra oscilaram entre R$ 40,50 e R$ 41,50/saca FOB, conforme o momento do dia, com alguma venda no interior do Rio Grande do Sul a R$ 40,00 FOB. Em Mato Grosso os preços indicados pelo comprador tendiam aos R$ 33,00 no disponível de Lucas do Rio Verde a R$ 36,00 em Rondonópolis. No mercado transferido de Paranaguá as idéias de preço variaram entre R$ 43,50 e R$ 44,50, sem negócios de vulto reportados. A paridade de exportação no porto ficou ontem em US$ 14,95/saca, considerando prêmio de +75 no setembro. O mercado de prêmios para exportação teria negociado ontem 4 mil toneladas do grão a +80 no spot, 4 mil toneladas a +65 no setembro e 5 mil toneladas a +75 também no setembro. Houve operações de troca no farelo, com 14 mil toneladas de -30 no setembro para -16 no outubro, e com 8 mil toneladas de -25 no setembro para -10 no novembro. Confira a evolução dos preços nas principais praças brasileiras, conforme apuração do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da USP (Cepea): ===========================================PRAÇA Preço (R$/saca) Variação===========================================25/ago 26/ago (%)-------------------------------------------Oeste PR 41,13 40,93 -0,49Norte PR 40,58 40,34 -0,59Ijuí 40,75 40,50 -0,61Sorriso 33,05 32,52 -1,60Mogiana 36,00 36,00 0,00Passo Fundo 40,64 40,50 -0,34Ponta Grossa 39,86 39,71 -0,38Rondonópolis 35,64 35,30 -0,95Rio Verde 35,50 34,25 -3,52Triângulo MG 35,50 36,33 2,34Barreiras 32,33 31,30 -3,19=========================================== (João Baumer, fim)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.