Solvay vende divisão farmacêutica para Abbott, por US$ 7,5 bi

Companhia química confirma venda de suas atividades de fabricação de medicamentos para laboratório dos EUA

Hélio Barboza, da Agência Estado,

28 Setembro 2009 | 09h49

A companhia química e farmacêutica Solvay confirmou nesta segunda-feira, 28, que está vendendo suas atividades de fabricação de medicamentos para a concorrente norte-americana Abbott Laboratories por € 4,5 bilhões (US$ 6,572 bilhões) em dinheiro. Com isso, o conglomerado belga tira vantagem da pressão por consolidação no setor farmacêutico, ao mesmo tempo em que levanta recursos para expandir seus negócios em plásticos e química.

 

Além dos € 4,5 bilhões em dinheiro, a Abbott pagará mais € 300 milhões (US$ 438,18 milhões) se alguns marcos forem atingidos entre 2011 e 2013. A companhia farmacêutica dos EUA também está assumindo € 400 milhões (US$ 584,28 milhões) em dívidas da Solvay, elevando o valor total da divisão farmacêutica do grupo belga para € 5,2 bilhões (US$ 7,595 bilhões), conforme um comunicado da Solvay.

 

"Os valores resultantes do desinvestimento serão reinvestidos em crescimento orgânico e externo, com um foco pronunciado na criação de valor de longo prazo", disse o presidente da Solvay, Christian Jourquin. Ele acrescentou que o foco estará nas regiões geográficas que oferecem forte potencial de crescimento.

 

A Solvay havia declarado em abril que estava revisando as opções para suas atividades farmacêuticas, visto que a pesquisa, o desenvolvimento, a produção e a aprovação de novos medicamentos tornaram-se mais caros e complicados. Alguns dos grandes players do setor têm demonstrado disposição para gastar muito dinheiro na compra de empresas, a despeito da crise econômica.

 

No entanto, a divisão farmacêutica vinha servindo para a Solvay como um colchão de proteção contra a crise econômica nos últimos trimestres, porque compensava parcialmente o desempenho mais fraco de seus negócios em plásticos e química, que são dependentes de setores afetados pela crise, como o automotivo e o de construção civil. Uma das últimos grandes companhias híbridas, ao lado da alemã Bayer, a Solvay faz produtos tão diversos como tanques de combustível para automóveis e carbonato de sódio para a fabricação de vidro. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
SolvayAbbott

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.