Spyker anuncia distribuidor de carros Saab para Brasil

O presidente-executivo da montadora holandesa de carros esportivos Spyker anunciou nesta sexta-feira que espera indicar distribuidores locais para Brasil, China e Rússia em breve.

REUTERS

17 de dezembro de 2010 | 16h07

Victor Muller afirmou que a Spyker, que comprou a Saab este ano, quer acelerar as vendas da montadora sueca nas economias populosas e de rápido crescimento dos países do Bric, onde a comercialização de veículos está crescendo junto com o aumento da renda.

A Saab considera as rivais europeias Audi, BMW e Mercedes Benz como principais competidores nesses mercados.

A Spyker provavelmente indicará parceiros locais para distribuir modelos da Saab nos mercados da Rússia e da China em janeiro e para o Brasil ao longo do primeiro trimestre, disse o executivo.

Na China, "primeiro queremos montar distribuição com base em importação por um parceiro e então, quando chegarmos a 10 mil unidades, teremos nossa fábrica", disse Muller, em entrevista à Reuters.

Muller afirmou que a Spyker tem um parceiro em mente para a China e vai anunciá-lo em janeiro, mas pode levar três a quatro anos para que a empresa tenha vendas suficientes que justifiquem produção local.

"O carro que será vendido na China é o 9-3, que começará a ser produzido em 2012, então o mais cedo que poderíamos fazer seria em 2013", acrescentou.

A Spyker divulgou prejuízo operacional de terceiro trimestre em outubro. A companhia também reduziu a meta de vendas da Saab em 2010 de 45 mil para algo entre 30 mil e 35 mil unidades porque teve de remontar a base de fornecedores da sueca depois que a General Motors vendeu a empresa para a Spyker.

Muller afirmou que a Spyker mantém a meta de vender 80 mil carros em 2011 e 120 mil unidades em 2012.

(Por Sara Webb)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSSPYKERBRICS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.