Pixabay/Engin_Akyurt
Pixabay/Engin_Akyurt

Starbucks anuncia meta de redução de copos de plástico até 2025

Para fazer a mudança, a companhia testa o uso de copos reutilizáveis ou copos levados pelos próprios consumidores para as cafeterias

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2022 | 13h36

A cafeteria americana Starbucks anunciou nesta terça-feira, 15, a meta de reduzir o uso de copos de plástico até 2025, em um esforço para se tornar uma empresa mais sustentável. Os primeiros países a adotarem os copos reutilizáveis como padrão serão Estados Unidos e Canadá, a partir de 2024, segundo os planos anunciados pela empresa.

O Starbucks trabalha com três modelos para a substituição dos copos descartáveis: a oferta opcional de copos reutilizáveis para os clientes, a substituição de 100% dos copos de plástico por reutilizáveis e o estímulo para consumidores levarem seus próprios copos para a cafeteria. A empresa ainda precisa avaliar os custos dessas estratégias, como o uso de água em lavatórios oferecidos nas suas unidades, bem como a aceitação do público. 

Para fazer a mudança, a companhia testa o uso de copos reutilizáveis com desconto no preço para o consumidor, bem como preços mais altos para quem opta por copos descartáveis. Testes-piloto diferentes são realizados na Coreia do Sul, no Japão, em Cingapura, em Seattle (EUA) e em Shanghai (China).

“Definimos uma aspiração ousada de nos tornar uma empresa positiva em termos de recursos – armazenar mais carbono do que emitimos, eliminar resíduos e conservar e reabastecer mais água doce do que usamos. Essa aspiração incluía estabelecer metas ambiciosas para 2030 para reduzir pela metade nossas pegadas de carbono, água e resíduos”, disse Michael Kobori, diretor de sustentabilidade da Starbucks.

O Starbucks oferece copos reutilizáveis com desconto desde os anos 1980. No entanto, devido à pandemia de covid-19, que trouxe a necessidade de medidas sanitárias para conter a propagação do vírus, a empresa deixou de oferecer copos reutilizáveis em 2020, voltando apenas em meados de 2021.

Tudo o que sabemos sobre:
Starbucksplásticomeio ambiente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.