Heads Propganda/Brivia
Heads Propganda/Brivia

Startup de marketing Brivia compra 100% da agência Heads Propaganda

Com a operação, o publicitário Cláudio Loureiro passa a ser sócio da 'martech'; negócio forma grupo que fatura R$ 200 milhões e tem 450 funcionários

Fernando Scheller, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2022 | 11h25

A martech (startup do setor de marekting) Brivia comprou 100% da agência Heads Propaganda, fundada há cerca de 30 anos em Curitiba. Com o negócio, que não teve o valor revelado, a Brivia passa a faturar R$ 200 milhões por ano e a ter 450 funcionários. O acordo, que envolveu pagamento em dinheiro, também tornou Cláudio Loureiro, da Heads, acionista da holding Brivia.

Segundo Loureiro, a operação serve para fortalecer tanto a Brivia quanto a Heads. A agência, explica ele, continuará a funcionar de forma independente, mas passará a ter uma oferta mais variada de produtos de tecnologia e de comunicação digital por fazer parte de um grupo nascido nessa “nova era” da comunicação. Entre os clientes atuais da Heads destacam-se Positivo Tecnologia, Energisa e Banco Original.

A busca por uma atuação mais digital é comum a todas as agências de publicidade atualmente, de acordo com Loureiro. “Os grandes grupos de comunicação, quando precisam de um conhecimento mais digital, muitas vezes buscam parcerias com empresas internacionais que fazem parte do mesmo conglomerado. Eu decidi fazer o contrário: trazer todo esse conhecimento para dentro de uma agência tradicional.”

Embora tenha sido criada em Curitiba, a maior parte das operações da Heads hoje estão em São Paulo. Segundo o ranking de agências de publicidade do Cenp/Meios para o ano de 2021, a Heads Propaganda é a 41.ª maior empresa do setor no País; no ano anterior, a companhia estava na 30.ª posição, na mesma lista.

Apetite por aquisições

Este não é o primeiro movimento de compras de negócios tradicionais da Brivia no Sul do País. Em 2019, a companhia anunciou uma fusão com a Dez Comunicação, do Rio Grande do Sul. Em 2020, a companhia adquiriu a A2C, de Santa Catarina. Em comunicado sobre o negócio com a Heads, o CEO do grupo Brivia, Marcio Coelho, afirmou ter mais aquisições no radar.

A aquisição da Heads pela Brivia foi costurada pelos escritórios BMA Advogados e CMT.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.