Statoil quer manter gastos com exploração apesar de queda no petróleo

O grupo norueguês de energia Statoil manterá elevada sua atividade de perfuração de poços de exploração em 2015 e planeja aprovar um novo projeto este ano, mesmo com os preços do petróleo em mínimas de quatro anos, disse o diretor de desenvolvimento de campos para a Noruega.

REUTERS

19 de novembro de 2014 | 12h42

A Statoil espera dar, ainda antes do Natal, o sinal verde final para um desenvolvimento de três a cinco projetos rápidos e menores nos próximos anos, com uma nova tomada de decisão sobre investimentos em 2015, disse Ivar Aasheim nesta quarta-feira.

Com o recuo dos preços de cerca de 30 por cento desde junho, as petroleiras ao redor do planeta estão sob pressão para reduzir investimentos e a Statoil, uma das que mais gastou nos últimos anos, também tem controlado gastos de capital, atrasando muitos projetos.

"Mas tudo tem um limite e se o preço do petróleo cair para 60 dólares por barril, será muito difícil aprovar os investimentos para estes projetos", disse Aasheim à Reuters, no intervalo de uma conferência.

(Por Balazs Koranyi)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIASTATOILEXPLORACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.