Steve Jobs não participa de assembleia com acionistas da Apple

Investidores rejeitaram proposta de divulgação de um plano de sucessão para o CEO da empresa, que está em licença médica

Regina Cardeal, da Agência Estado,

23 de fevereiro de 2011 | 17h49

O executivo-chefe da Apple, Steve Jobs - que saiu em licença médica no mês passado -, não participou da assembleia anual de acionistas da Apple. Foi apenas a segunda vez em uma década em que ele deixou de ir ao evento. Pela contagem preliminar dos votos, os acionistas rejeitaram uma proposta para que a companhia divulgasse um plano de sucessão para Jobs e aprovaram uma proposta para que os diretores sejam eleitos por voto majoritário. Às 17h40 (de Brasília), as ações da Apple subiam 1,53%.

A proposta a respeito da sucessão, apresentada pelo Laborers International Union, exigiria que a empresa com sede em Cupertino, Califórnia, apresentasse um relatório anual sobre o planejamento para a substituição do executivo-chefe e desenvolvesse critérios para os candidatos ao posto. A Apple se declarou contrária à medida, justificando não ser do interesse dos acionistas tornar público os planos e objetivos confidenciais da empresa.

Uma proposta à parte, do California Public Employees Retirement System - Calpers, o maior fundo de pensão dos EUA -, prevê a votação majoritária para candidatos à comissão executiva da empresa e parece ter sido aprovada, segundo a Dow Jones. As normas atuais da companhia não exigem maioria.

A assembleia de acionistas acontece no momento em que a Apple deve lançar a próxima geração do tablet iPad. Nesta quarta-feira, a Apple convidou os jornalistas para um evento no dia 2 de março no qual promete detalhar "o ano de que 2011 será".

Jobs saiu em licença por motivos de saúde em 17 de janeiro, passando suas funções cotidianas ao diretor de operações, Tim Cook. Jobs ainda está envolvido no planejamento estratégico da Apple, segundo The Wall Street Journal, e continuou a trabalhar nos novos iPad e iPhone. Nem a Apple nem Jobs disseram quais são as condições de saúde do executivo-chefe. Em 2009, Jobs foi submetido a um transplante de fígado depois de, em 2004, ter anunciado aos funcionários da Apple que sofria de um câncer no pâncreas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Steve JobsAppletecnologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.