Caio Guimarães
Caio Guimarães

Depois do McDonald's, Subway também lança modelo de lojas 'digitais'

Nova proposta já é encontrada em duas franquias, uma em Belo Horizonte, e outra em São Paulo, no shopping Metrô Santa Cruz; rede americana calcula que houve aumento de até 15% nas vendas com modelo pelo mundo

Pedro Leite, O Estado de S.Paulo

22 Março 2018 | 18h20

A rede Subway trouxe ao Brasil seu novo design de lojas, inaugurado em julho do ano passado nos Estados Unidos. Batizado de 'Fresh Forward', o conceito apresenta transformações que vão da estrutura da loja à apresentação dos ingredientes. Terceira mudança de design da rede no País, a nova proposta já é encontrada em duas franquias aqui: uma em Belo Horizonte, e outra em São Paulo, no shopping Metrô Santa Cruz. Nesta última, as vendas subiram 5% com a inauguração do novo modelo, de acordo com o gerente nacional de Marketing da Subway, Leandro Florio.

O modelo é similar ao adotado pelo McDonald's no Brasil em julho do ano passado. Na ocasião, a rede de hamburgueria anunciou o movimento justamenta como uma tentativa de barrar o avanço dos rivais Subway e Burger King no País.

Segundo Leandro Florio, inicialmente, serão 13 lojas em diferentes regiões do Brasil. "Essa transformação faz parte de uma mudança mais geral, que envolve um processo que já vem ocorrendo há mais de dois anos", disse o gerente. "Estamos revendo linhas de produtos, preços, uniformes dos funcionários, estrutura física da loja."

+McDonald's vai investir R$ 1,25 bi na abertura e modernização de lojas até 2019

Embora não informe números sobre o investimento da empresa para chegar ao novo modelo, criado pela FRCH Design Worldwide, Florio afirma que, ao redor do mundo, o aumento de vendas das lojas que passaram pela transformação fica entre 5% e 15%. Contudo, o custo da implementação do novo modelo – R$ 100 mil investidos pelo próprio franqueado –, deve fazer com que o crescimento dessas lojas no Brasil seja gradual. "Para esse ano, o número de franquias com o novo modelo não deve ultrapassar a marca de 100 no Brasil", diz.

Entre as principais mudanças, chamam a atenção a vitrine de vidro para exposição dos pães, que antes eram guardados dentro de um forno, e a prateleira com legumes, simulando um supermercado. Além do menu, os clientes irão notar a nova aparência da própria loja: painéis e banners dão lugar a televisores para exibir as opções de sanduíches. Além disso, os pedidos podem ser feitos por meio de totens digitais.

As unidades abertas a partir de agora já irão partir do novo modelo, enquanto as antigas passarão por reformas gradualmente. A empresa estima que todos os restaurantes do Brasil já terão adotado o novo formato até 2023. Os novos restaurantes já chegaram a 18 países, com 193 restaurantes prontos e 247 em fase de projeto ou reforma. No Brasil desde 2002, a Subway tem hoje 2.122 unidades no País, sendo o quarto mercado mais importante para a rede, atrás dos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido.

Mais conteúdo sobre:
Subway franquia fast food McDonald's

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.