Suínos: exportação cai 10,5% em volume e cresce 19% em receita

São Paulo, 11 - A exportação brasileira de carne suína alcançou receita cambial de US$ 77,330 milhões no mês de outubro, com aumento de 19,2% sobre o mesmo mês em 2003. O resultado correspondeu ao embarque de 44.491 toneladas, uma redução de 10,5% na comparação com outubro do ano passado, segundo levantamento divulgado hoje pela Associação Brasileira da Indústria Processadora de Carne Suína (Abipecs). Em outubro, o preço médio da carne suína brasileira foi de US$ 1.738/tonelada, 33% acima do verificado no mesmo mês do ano passado. No acumulado do ano, de janeiro a outubro, as vendas brasileiras apresentam, na comparação com os mesmos dez meses em 2003, um aumento de 35,5% na receita cambial, com vendas de US$ 611,869 milhões, e uma redução de 0,2% nos volumes, que somaram 417.610 toneladas. Segundo a Abipecs, o preço médio nos dez primeiros meses do ano é de US$ 1.465/tonelada, com um aumento de 36% em relação ao mesmo período de 2003. A Abipecs informa, ainda, que de janeiro a outubro verificou-se aumento nas vendas para mercados como a África do Sul, com 10.344 toneladas (mais 92%), e Cingapura, com 13.186 toneladas (mais 10%). A associação ressalta que, no caso da Rússia, o maior mercado da carne suína brasileira, os embarques tiveram uma redução de 8,6%, totalizando 247.807 toneladas. Em contrapartida, refletindo o esforço dos associados da Abipecs e do governo brasileiro, o mês de outubro terminou com 80 países na lista de compradores da carne suína brasileira, 21 novos mercados em relação a 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.