Sul-coreana Hankook avalia construir fábrica no Brasil

A sul-coreana Hankook Tire Manufacturing está considerando o Brasil, Índia e Rússia como opções para a construção de sua oitava fábrica, afirmou o executivo-chefe da companhia, Suh Seung-hwa. "No longo prazo, nós podemos considerar uma fábrica na região das Américas, incluindo os Estados Unidos, se encontrarmos uma base de clientes considerável, além de Hyundai Motor Group", disse o executivo.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

30 de junho de 2011 | 10h50

Suh disse que a Hankook não planeja uma produção adicional na sua fábrica na China, onde a companhia tem entre 15% e 20% de participação no mercado de pneus para carros. A capacidade de produção da Hankook na China aumentará para 42 milhões de unidades no fim de 2015, dos 30,5 milhões de pneus produzidos atualmente por três fábricas locais.

A Hankook prevê que a demanda por pneus de alta qualidade impulsionará suas vendas nos EUA para mais de US$ 1 bilhão neste ano, mas alertou que os preços altos da borracha e do petróleo continuarão como a principal preocupação para a companhia no segundo semestre deste ano.

A fim de repassar os altos custos dos insumos, a empresa pretende elevar os preços de seus produtos no segundo semestre, após tê-los aumentado entre 7% e 8% no primeiro semestre, afirmou Suh. Os custos da borracha natural representam um quarto do gasto total da companhia com matérias-primas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
HankookBrasilpneusfábrica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.