Suzano lucra R$ 43 milhões no 3º trimestre

Beneficiada por um dólar mais valorizado, a Suzano Papel e Celulose encerrou o terceiro trimestre com lucro líquido de R$ 43 milhões, revertendo assim prejuízo de R$ 23,7 milhões reportado no mesmo período de 2012. Além do dólar mais favorável aos exportadores, o balanço divulgado nesta segunda-feira, 28, também reflete a maior estabilidade cambial entre o fechamento do segundo e do terceiro trimestres deste ano, o que resulta em menor impacto nas dívidas denominadas em dólar e, consequentemente, na linha financeira. Ainda assim. o resultado financeiro líquido da Suzano no terceiro trimestre representou despesa de R$ 174 milhões, contra despesa de R$ 166 milhões no mesmo intervalo do ano passado.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

28 de outubro de 2013 | 10h16

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado totalizou R$ 503 milhões no terceiro trimestre, consequência direta da melhoria nos resultados operacionais da fabricante de papel e celulose. O montante representa uma expansão de 51,7% em relação a igual período do ano passado. A margem Ebitda, dessa forma, saltou de 30,6% no segundo trimestre para 33,1% no terceiro trimestre. No terceiro trimestre de 2012, o indicador estava em 24,4%.

A receita líquida da Suzano, impulsionada pelo efeito cambial, chegou a R$ 1,520 bilhão no terceiro trimestre, expansão de 11,7% na comparação com o mesmo período do ano passado. Este é o maior resultado trimestral da história da companhia.

Tudo o que sabemos sobre:
Suzanobalanço3º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.